Frases do Filosofo Alvin Plantinga

frases do filosofo Alvin Plantinga

Frases do filosofo Alvin Plantinga


frases da filosofia

 Alvin Plantinga é tido, ao lado de richard swinburne, o principal filósofo da religião do mundo. alvin plantinga é um filósofo considerado pela revista time, como a figura central em uma revolução silenciosa que trouxe a respeitabilidade da crença em deus entre filósofos acadêmicos. plantinga é ph.d. em filosofia pela universidade de yale e atual ocupante da cadeira john a. o’brien de filosofia na universidade de notre dame.

Alvin Plantinga nasceu em 15 de novembro de 1932 em Ann Arbor, Michigan. Entrou para o Calvin College em 1951, onde recebeu profunda influência do filósofo cristão William Harry Jellema. Estudou depois na Universidade de Michigan (1954-1955), onde teve como colegas William Alston e William Frankena. Doutorou-se pela Universidade de Yale (1955-1958). Foi professor por breve tempo na Universidade Estadual Wayne, e depois passou quase 20 anos ensinando em sua alma mater, o Calvin College. Atualmente ocupa a cadeira John A. O'Brien de filosofia na Universidade de Notre Dame, onde se encontra um dos maiores departamentos de filosofia dos EUA, e sede do Center for Philosophy of Religion, o mais importante da América do Norte. Foi vice-presidente da American Philosophical Association, Central Division, entre 1980-81, e presidente da Society of Christian Philosophers, de l983 a 1986.
Seus trabalhos mais importantes giram em torno da epistemologia em geral e epistemologia da religião cristã. Sua trilogia em epistemologia ("Warrant: the Current Debate", "Warrant and Proper Function" e "Warranted Christian Belief") publicada pela Oxford University Press tornou-se um clássico imediatamente. Nela ele propõe uma forma externalista de justificação epistêmica baseada no conceito de "proper function" - um conceito próximo do confiabilismo, mas que pressupõe a noção de que o "aparelho" humano de formação de crenças é basicamente adequado. Plantinga apresenta uma crítica detalhada do fundacionalismo clássico, das diversas formas de coerentismo e de confiabilismo, e fornece uma defesa impressionante da racionalidade do teísmo cristão, incluindo não somente a crença em Deus como também as doutrinas clássicas do cristianismo. Além disso apresenta uma refutação importante do naturalismo filosófico, procurando mostrar que a crença no Darwinismo pressupõe uma confiança epistemológica coerente com a visão teísta do homem e dos processos cognitivos (embora o Darwinismo seja considerado contrário ao teísmo), mas incoerente com as suas pressuposições naturalistas. Isso o projetou como o principal filósofo cristão evangélico no mundo contemporâneo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário